A SECRETARIA

SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA (SEMCULT) Criação por meio da Lei Nº 6.006 de 29 de maio de 2018 Art. 6º A Secretaria Municipal de Cultura é o órgão da Prefeitura que tem por competência: I – a formulação de políticas públicas, planos e programas para a cultura, em consonância com os princípios de integração social e promoção da cidadania; II – a realização de estudos e a proposição de ações visando à atração de investimentos e à dinamização de atividades culturais no Município; III – a celebração de parcerias com associações e entidades públicas e privadas, para a implantação de programas e realização de atividades culturais; IV – a organização e a divulgação do calendário de eventos culturais do Município, promovendo e apoiando os eventos programados; V – a preservação, a ampliação, a restauração, a melhoria e a divulgação do patrimônio histórico-cultural e artístico do Município de Vila Velha; VI – a promoção e o incentivo à exposições, cursos, seminários, palestras e eventos, visando a elevar e enriquecer o padrão cultural da população do Município; VII – a promoção de oficinas de arte e o incentivo a espetáculos de exibição de filmes, de vídeos, de ciclos de debates e de outros eventos que contribuam para ampliar a vida cultural da cidade; VIII – a valorização de atividades culturais e históricas do Município, relacionadas com o folclore e o artesanato; IX – administração de pessoal lotado na Secretaria Municipal; X - o desempenho de outras competências afins.

Secretário interino de Cultura

Maciel de Aguiar

E-mail: sebastiao.aguiar@vilavelha.es.gov.br
Telefone: 3149-7244
É jornalista com experiência em gestão pública, sobretudo na área cultural. Exerceu os cargos de secretário municipal de Cultura de São Mateus; foi subsecretário municipal de Cultura de Vitória e do Departamento Estadual de Cultura. No Governo do Espírito Santo, foi secretário de Estado em duas gestões. Nessas duas passagens pela Secretaria de Estado da Cultura, de 1995 a 2001, Maciel de Aguiar realizou a ópera “O Guarani” – que se converteu em um dos principais programas das comemorações dos 500 Anos do Descobrimento do Brasil –, além de inúmeros outros eventos de incentivo aos artistas capixabas e para o fortalecimento da economia criativa. Maciel possui dois museus em São Mateus – Museu Imperial e ÁfricaBrasil Museu Intercontinental. Este último possui o maior acervo de arte africana da América do Sul. Ele é o escritor capixaba com o maior número de livros de literatura publicados. É autor de 141 obras, dentre elas “Pelé the king of Football” e “Niemeyer o gênio da arquitetura”, vendidos em vários países e traduzidos para oito idiomas.

NOSSA EQUIPE

.

.

.