Polos de aprendizagem

De: Secretaria de Educação
Criado: 20 de novembro de 2013

Os alunos recebem atenção direcionada nos polos

Polo de surdez

Desde 2006, Vila Velha vem construindo sua política bilíngue. O atendimento a alunos surdos foi iniciado na Unidade Municipal de Ensino Fundamental (UMEF) Nice de Paula Agostini Sobrinho, em Boa Vista, que ainda permanece como Centro de Referência de Surdez, com uma demanda de 25 alunos. Na rede municipal, um total de 47 alunos surdos são atendidos. A escola conta com uma sala bilíngue para alunos de 1º ao 5º ano. O espaço, onde a língua de instrução é a Libras, conta com duas professoras bilíngues. Já para os alunos do 6º ao 9º ano, a escola conta com quatro intérpretes educacionais nas próprias salas de aula.

A UMEF Professora Nice de Paula Agostini Sobrinho é referência no ensino da Libras para surdos no Estado por ser a única escola com sala bilíngüe. A unidade tem atraído estudantes de todo o Espírito Santo, que acompanham o processo de ensino/aprendizagem desenvolvido com os alunos.

Capacitação

O município trabalha de forma intensa para promover cada vez mais a inclusão na sua rede de ensino. Por isso, em 2013 a Secretaria de Educação da Prefeitura de Vila Velha (Semed) retomou a Formação para os profissionais que atuam na Educação Especial do município.

Polo de Deficiência Visual

Na rede municipal de ensino os Polos de Deficiência Visual estão localizados nas Unidades Municipais de Ensino Fundamental (Umef) Zdméa Camargo, em Jardim Colorado; Governador Cristiano Dias Lopes, em São Conrado e Irmã Feliciana Garcia, em Ilha dos Aires. Estas escolas, além de suporte pedagógico adequado, oferecem adaptações importantes para atender aos alunos com deficiência visual: o piso é adequado e há rampas ao invés de escadas.