Integração e muita empatia na Praia da Costa


De: Secretaria de Assistência Social
Texto: Luiz Brumana| Foto: Fabrício Lima
Criado: 17 de setembro de 2019

Empatia, esporte e parceria. Essas três palavras definem bem o clima de integração que ficou evidente na Praia da Costa, neste último domingo (15). Isso porque o Projeto Praia Legal, iniciativa da Prefeitura de Vila Velha, participou da comemoração pelos quatro anos do Grupo Nadadores do Mar.

Todos dividem o mesmo espaço e, além disso, têm em comum a paixão pelo mar, o que foi motivo mais do que suficiente para florescer uma bela amizade entre os integrantes dos dois projetos. Uma das ações que os aproximou foi o “Sentindo na Pele”, quando nadadores foram vedados e tiveram as pernas amarradas para sentir um pouco como é entrar na água com mobilidade reduzida.

“O projeto foi transformador no nosso grupo. Depois do Sentindo na Pele, entendemos como eles percebem o mar. A gente também criou vínculos de amizades e buscamos sempre atividades conjuntas. Mudou a forma da gente perceber o deficiente físico e a importância da constante integração”, explicou um dos fundadores dos Nadadores do Mar, Altemar Lopes.

Para a subsecretária de Assistência Social, Irisângela Gambardela Teixeira, esse intercâmbio é proveitoso para todo mundo. “Nós fomos procurados pelos organizadores este evento dos Nadadores do Mar e fizemos uma parceria junto ao projeto Praia Legal, que promove a integração e a acessibilidade às pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. Precisamos aproximar as pessoas com deficiências daquelas pessoas habituadas ao mar”.

Comida, descontração e também muito música deixou a manhã dos participantes ainda melhor. O Coral Legal, projeto da Prefeitura que também envolve deficientes físicos, se apresentou, encantando os nadadores e quem curtia a praia ou caminhava no calçadão.

Segundo o coordenador do projeto Praia Legal, Luiz Henrique Colombo, o evento deste final deste foi diferenciado. “Somos um convidado especial neste evento, que teve inclusive gincana. O projeto é muito importante. No verão passado foram mais de 1.500 participantes de janeiro a fevereiro”, ressaltou.


SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO