“Exposição Conjunta” leva quatro formas de artes à Casa da Memória


De: Secretaria de Cultura
Texto: Rafaela Maia| Foto: Comunicação/PMVV
Criado: 06 de julho de 2019

Com a intenção de mostrar que a arte tem vários segmentos, a Casa da Memória, em conjunto com um grupo de jovens da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), estão com a “Exposição Conjunta”. Na qual são expostos 4 tipos de linguagens da artes: Fotografia, Recorte e Colagem, Nanquim e Arte Digital.

O artista visual Dudu Silgon é responsável pela Fotografia. Seu projeto é o “Hidden Face”, que se constitui por imagens de uma série inacabada de vários lugares da cidade de Vila Velha, onde a face oculta do artista passa na obra pelo papel do fotógrafo.

“Colcha de Retalho” é o trabalho da artista visual Arukia Duarte, responsável pelo Recorte e Colagem. A obra surgiu através de um trabalho universitário, na qual percebeu que com pedaços de papel desformes poderia construir o que quisesse.

Já o Nanquim é representado pela artista plástica Maria Corrêa, que traz a série “Cidade em pontos”. Apresentando oito desenhos a nanquim sobre papel, com a técnica de pontilhismo, ela retrata locais de Vila Velha permitindo que o espectador admire as formas, sombras, traços e pontos.

A responsável pela exposição de Arte Digital é Maine Batista, graduada em Filosofia e Comunicação Social. Sua série se chama “Interferências” e tem como temas a percepção, o sujeito, a subjetividade e a cor. A artista começou a perceber os fenômenos que se mostram na composição da imagem digital da TV, em que fotografa a tela da televisão. Os pixels emaranhados e a gama de cores de luz produzem obras com características impressionistas.

A exposição ficará disponível até dia 31 de agosto. A Casa da Memória fica aberta ao público de segunda à domingo, de 9 horas as 17 horas. Entrada gratuita.


SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO