Programa Interagir: Ações diversificadas na Duque de Caxias


De: Secretaria de Assistência Social, Secretaria de Esporte e Lazer, Secretaria de Defesa Social e trânsito, Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Secretaria de OBRAS, Secretaria de Saúde, Secretaria de Serviços Urbanos, Secretaria de Meio Ambiente, Secretaria de Cultura
Texto: Vandique Magalhães| Foto: Felix Falcão
Criado: 04 de abril de 2019

Um pool de serviços municipais integrados estão sendo realizados de forma simultânea na Praça Duque de Caxias, no Centro. Nesta quinta-feira (4), o Programa Interagir levou à praça serviços de varrição, pintura de meio fio, fiscalização, abordagens a pessoas em situação de rua, atendimentos diversos e segurança.

Desde o início da semana, equipes do Serviço Especializado em Abordagem Social (SEAS) da Secretaria de Assistência Social abordaram mais de 50 pessoas em situação de rua. Técnicos do Programa Consultório na Rua da Secretaria de Saúde também realizam abordagens que resultou em 20 encaminhamentos para tratamentos odontológicos em unidades de saúde e para o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPSAD).

O ônibus da Guarda Municipal, apoiado por uma equipe com viatura, está posicionada na Praça para o monitoramento da região 24 horas por dia. A Van da Ouvidoria Municipal também está no logradouro para receber reclamações e solicitações de serviços por parte dos moradores.

“As ações objetivam despertar na população o sentimento de posse da Praça para o fim que ela se destina, ou seja, para proporcionar momentos de descontração, lazer e cultura”, enfatizou o secretário de Defesa Social e Trânsito, coronel Oberacy Emmerich Júnior.

Iniciativa positiva

Um grupo de estudantes que estavam na praça elogiou a iniciativa do município. “É sempre bom e necessário esse tipo de intervenção, ainda mais que é a principal praça da cidade”, disse Pedro Henrique Bessa, 19 anos. Renata Zonta Quadros, 20 anos, também concordou com o colega e acrescentou: “Só o fato de ajudarem os moradores de rua já é muita coisa”, disse.

“Toda a benfeitoria realizada para o povo é muito bom”, opinou o taxista Celso Zucoloto, 51 anos, que trabalha diariamente no local há mais de 15 anos. Já Renato Moreira Coelho, 37 anos, um dos assistidos do Centro Pop, também gostou da iniciativa do município. “É bom porque sempre tem uma pessoa para ajudar os moradores de rua”, justificou.




 


SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO