Políticas públicas para crianças e adolescentes apresentadas em conferência


De: Secretaria de Assistência Social, Secretaria de Educação, Secretaria de Gabinete
Texto: Rovena Cruz| Foto: Felix Falcão
Criado: 01 de abril de 2019

Com o tema “Proteção Integral, Diversidades e Enfrentamento das Violências”, foi realizada na sexta-feira (29) e no sábado (30) a XI Conferência Municipal de Defesa do Direitos da Criança e do Adolescente de Vila Velha, no Centro Estadual de Educação Técnica (CEET) Vasco Coutinho, no Centro.

O evento foi realizado por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Vila Velha e o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Vila Velha (COMCAVV). Na abertura da conferência, o prefeito Max Filho falou sobre a importância do poder público oferecer o melhor para as crianças e adolescentes da cidade. O vice-prefeito Jorge Carreta participou do evento no sábado (30).

“Estamos investindo na entrega de novas escolas municipais. Vamos continuar avançando nas políticas públicas, principalmente nas áreas de educação, saúde e assistência social, tão importantes para as crianças e adolescentes”, afirmou Max Filho.

Durante o evento foram realizadas apresentações culturais, reuniões de grupos, debates e votação dos delegados.

Oficinas oferecidas pelo município

A secretária municipal de Assistência Social, Ana Cláudia Simões, destacou a importância da criança e do adolescente no trabalho realizado pela atual administração. “Abrimos uma licitação pública para uma empresa dar suporte com a realização de oficinas de flauta, de capoeira e de outras atividades culturais ou sociais. A educação integral na proteção básica é nossa prioridade. Oferecemos atividades nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras)”, explicou.

Em sua palestra, o jornalista e escritor José Roberto Santos Neves falou sobre a cultura como tema do direito social e valorização das identidades dentro da proteção da criança e do adolescente.  “A cultura é um direito social. Investimentos em ações ou trabalhos culturais reduzem, de forma comprovada, os índices de violência e fomentam a construção de uma rede de paz”, ressaltou. A estudante Raissa Oliveira falou da sua participação no evento: “Vim para aprender nas oficinas. Foi um final de semana diferente”.

Participantes e objetivos

Também estiveram presentes: a presidente do COMCAVV, Zilá Aguiar Guimarães; o secretário municipal de Educação, Roberto Beling; membros do Conselho da Criança e do Adolescente; e integrantes do Instituto Esperança.   
 
Os objetivos principais da conferência foram: a promoção de uma ampla mobilização da sociedade para garantir os direitos da criança e do adolescente; envolver a população na elaboração de propostas de políticas públicas de proteção integral, enfrentamento a todos os tipos de violência e respeito pela diversidade.


 
 


SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO