Mais de 340 atendimentos de saúde aos devotos na Festa da Penha


De: Secretaria de Defesa Social e trânsito, Secretaria de Saúde
Texto: Marcelo Martins/Vandique Magalhães | Foto: Divulgação
Criado: 30 de abril de 2019

Durante os oitos dias da Festa de Nossa Senhora da Penha, o terceiro maior evento religioso do país, 340 ocorrências de socorro aos devotos foram registradas pelo esquema de atendimento médico de urgência e emergência e pelos guarda-vidas.

As equipes médicas estiveram de prontidão e atuaram no socorro de 239 casos diversos, como: infarto, gestação de alto risco, crises convulsivas, asma e hipertensão. Alguns deles necessitaram de remoção para unidades hospitalares de Vila Velha e Vitória. Mas as incidências mais comuns foram de curativos, dor muscular, variação de pressão e glicose, desidratação, crise de ansiedade, febre e gestantes com mal-estar.

Além disso, mais de 100 pessoas foram atendidas sem gravidade por um grupo de dez guarda-vidas, que atuaram em uma tenda do serviço do Salvamar montada no Parque da Prainha para atendimentos de primeiros socorros nos últimos quatro dias da Festa Penha.

Outras duas tendas, na Prainha e no Campinho do Convento, foram usadas para serviços médicos e de enfermagem e contavam com suporte de equipamentos e medicamentos. A operação, desenvolvida pela Secretaria de Saúde de Vila Velha (Semsa), envolveu 180 profissionais de saúde do município entre médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, motoristas e auxiliares administrativos.
 
A estrutura logística ainda contou com apoio de ambulâncias UTI Móvel de empresas socorristas e ambulâncias básicas da Prefeitura de Vila Velha, além de guarnições da Marinha, Exército e Corpo de Bombeiros, sediadas no município.

 


SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO