Fiscalização autua estabelecimentos em ação para prevenir festas clandestinas


De: Secretaria de Defesa Social e trânsito, Secretaria de Saúde, Secretaria de Serviços Urbanos, Secretaria de Meio Ambiente
Texto: Vandique Magalhães| Foto: Felix Falcão
Criado: 23 de março de 2019

As equipes da Comissão de Fiscalização Integrada Municipal (Coifim) da Prefeitura de Vila Velha percorreram durante toda a madrugada deste sábado (23) os locais onde tradicionalmente acontecem as festas clandestinas do tipo "Mandela" no município, mas nenhuma delas foi realizada. Durante a operação dois estabelecimentos foram autuados.

No bairro de Alvorada, dois bares foram notificados e autuados por não apresentarem alvarás de funcionamento, sanitário e nem autorização para utilização de som, uma das reclamações recorrentes da população contra ambos os estabelecimentos.

Um dos estabelecimentos já havia sido notificado para regularizar o funcionamento, mas, por ocasião da fiscalização, foi autuado e teve o som interditado pelos fiscais de Meio Ambiente. “Tenho consciência de que estou errada”, reconheceu a proprietária do bar ao acrescentar que vai providenciar a regularização do estabelecimento.

Os bairros de Cobi de Baixo, Sagrada Família, Argolas, Primeiro de Maio, Alvorada, Pedra dos Búzios, Santa Rita, Ilha da Conceição, Ilha das Flores e Divino Espirito Santo foram os locais prioritários percorridos pelas equipes que também tiveram a participação de policiais militares e agentes da Guarda Municipal.

Durante o patrulhamento preventivo várias abordagens a suspeitos foram realizadas, mas nada foi encontrado. A operação contou com quatro guarnições da Força Tática do 4º Batalhão da Policia Militar, duas viaturas da Guarda Municipal e também fiscais de Posturas, Vigilância Sanitária e meio Ambiente, além de servidores da Ouvidoria Municipal.

O secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, coronel Oberacy Emmerich Júnior, disse a ação em bares e estabelecimentos irregulares no município previnem a violência por causa do consumo excessivo de álcool e também de drogas. “Queremos que as pessoas se divirtam, mas com segurança e proteção”, destacou. O tenente Daniel, da Policia Militar, classificou a operação como positiva. “Não tivemos a incidência de eventos irregulares e nos fizemos presentes para garantir a segurança das comunidades”, enfatizou.




SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO