Empresários aderem ao Programa Interagir em Divino Espírito Santo


De: Secretaria de Assistência Social, Secretaria de Esporte e Lazer, Secretaria de Defesa Social e trânsito, Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Secretaria de OBRAS, Secretaria de Saúde, Secretaria de Serviços Urbanos, Secretaria de Controle e Transparência, Secretaria de Cultura
Texto: Vandique Magalhães| Foto: Felix Falcão
Criado: 29 de março de 2019

Empresários aderiram ao Programa Interagir de revitalização do bairro Divino Espirito Santo. Para isso, estudam a possibilidade de cessão de um espaço para abrigar setores da Guarda Municipal no local. A parceria começou a ser tratada entre os representantes da Prefeitura e empresários na manhã desta sexta-feira (29).

A negociação envolve a cessão de uma sala no prédio do Condomínio Morales, Business Center, na Avenida capixaba, para abrigar a estrutura administrativa da Corregedoria e da Ouvidoria da Guarda Municipal.

O Programa Interagir desenvolve um conjunto de ações integradas entre as diversas secretarias da Administração Municipal para revitalização do local, com serviços de limpeza urbana, assistência social, segurança pública, saúde, obras, além da organização de atividades esportivas e culturais objetivando a ocupação por parte da comunidade.

“O objetivo principal foi ocupar esse bairro que estava com muitos problemas. Ao final da implementação do projeto, surgiu a ideia de trazermos parte da estrutura da Guarda Municipal para estimularmos o empreendedorismo local”, destacou o secretário de Defesa Social e Trânsito, Oberacy Emmerich Júnior. E complementou: “Queremos criar condições com a proteção e segurança necessárias para que as empresas venham para cá”, reforçou.

“A presença da Guarda Municipal nos ajudaria com uma maior segurança. Isso dinamizaria a economia local em uma região comercial e de fácil acesso”, disse Suhel Zogheib, síndico do edifício Morales. Ele explicou que a ideia é disponibilizar uma sala no condomínio para que seja transformada em uma base da Guarda Municipal. Depois de acompanhar a ocupação do local nas últimas semanas, a empresaria Maria Cristina Tonussi Alcântara, proprietária de uma clínica no condomínio, foi quem teve a ideia de buscar a parceria com o município. “Estou muito feliz de ver que as coisas estão acontecendo”, destacou.




SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO