Política da Juventude: A força dos coletivos


De: Secretaria de Governo e Coordenação Institucional
Texto: Rafaela Maia| Foto: Divulgação
Criado: 18 de fevereiro de 2019

A Prefeitura de Vila Velha, por meio da Política de Juventude, lançou o Conexão Jovem. Realizada pela Secretaria Municipal de Governo e Coordenação Institucional (Semgov), a ação promove a integração dos jovens do município por meio dos coletivos juvenis e outras ações culturais.

Por meio do projeto, a administração municipal apoia coletivos da cidade como ocorreu com o Coletivo Batalha da Ponte na comemoração dos seus quatro anos, realizada no dia 27 de janeiro na Praça Duque de Caxias, Centro. Foi em um desses coletivos que surgiu o Solveris.

“É uma política que está sendo iniciada, trazendo a juventude como parceira da administração municipal. A construção dessa política é feita em conjunto”, declarou Marilene Araújo, responsável pela Política de Juventude da Semgov.

Ativa desde 2016, a banda de hip-hop e de rap Solveris, faz muito sucesso entre os jovens de Vila Velha e mostra como o cenário da cultura juvenil cresce na cidade. Formada pelos artistas Dok, Leozin, Magro e Morena, o grupo tem se destacado mostrando um jeito diferente de fazer música e poesia.

Os integrantes se conheceram em um coletivo de Vila Velha chamado de Vala, onde decidiram fazer uma parceria e acabaram se identificando. O nome Solveris vem do latim e significa “lançamento” do antigo idioma. Magro explica que o nome tem a ver com a imagem que o grupo quer passar, que seria trazer algo novo.

Antes de se juntarem cada um tinha uma vida diferente. Dok fazia faculdade de Química e dava aula, Magro, Leozin e Morena trabalhavam em shopping center. Hoje eles se dedicam somente ao Solveris, seguindo o que gostam.

No início o grupo passou por dificuldades para conseguir visibilidade dentro do município. Porém, com o reconhecimento do público, eles passaram a fazer sucesso fora do Espírito Santo e têm shows marcados para o Rio de Janeiro e São Paulo.

“Queremos fazer do Solveris uma escola, tanto musical quanto visual, ser referência para muita gente e criar uma nova onda”, explica Magro. “O grupo tem um público de fãs fiéis, onde se manifestam nas nossas redes, estão sempre presentes, isso é o que nos mantém”, diz Leozin.
 
 


SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO