Vigilância de Zoonoses dá dicas para evitar acidentes com escorpiões


De: Secretaria de Saúde
Texto: Carol Poleze| Foto: Divulgação.
Criado: 11 de janeiro de 2019

No verão, é preciso estar alerta para alguns animais peçonhentos que, por causa do calor, começam a aparecer em áreas urbanas, principalmente nas residências. O escorpião, mais comum nesta época, se alimenta principalmente de baratas, outro inseto muito presente dentro das casas.

Uma das espécies mais perigosas e que causa acidentes graves é o escorpião amarelo (Tityus serrulatus), encontrado com mais frequência na Região Sudeste e, consequentemente, no Espírito Santo. Na tentativa de evitar novas ocorrências, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) dá uma série de orientações:

- Como evitar que esse animal frequente às residências? 

Manter limpa as casas, quintais e terrenos baldios; evitar acúmulo de lixo e entulhos; vedar acessos pelas frestas de portas e janelas; eliminar insetos que são presas como aranhas, baratas e grilos; manter caixa de esgoto e ralos vedados; examinar toalhas, roupas, sapatos e roupas de cama antes de usar.

- O que fazer se encontrar o escorpião dentro de casa? 

Ligar para a Ouvidoria 162, e solicitar vistoria ou captura. Caso o morador consiga capturar o animal, é necessário enviá-lo à Unidade de Vigilância de Zoonoses, localizada na Avenida Carlos Lindemberg. Telefone: 3226-9499. Unidade de Vigilância de Zoonoses: 3226-9477. 

- O que fazer em casos de acidentes? 

Lavar a área picada com água e sabão, aplicar compressa morna no local e procurar socorro imediato nos seguintes locais, que possuem soro antiescorpiônico: Pronto Atendimento de Cobilândia (apenas adultos), rua Fluviópolis, Cobilândia, atendimento 24 horas. Telefones: 3369-7511 / 3326-6176. Hospital Estadual Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves – Heimaba - (apenas crianças). Avenida Ministro Salgado Filho, Cristóvão Colombo. Atendimento 24 horas. Telefone: 3636-3164. Centro de Atendimento Toxicológico (TOXCEN), adultos e crianças. Alameda Mary Ubirajara, Santa Lúcia, Vitória. Atendimento 24 horas. Telefone: 0800 283 99 04.
 
O que NÃO fazer em caso de acidente escorpiônico?

- Não amarrar ou fazer torniquete;
 
- Não aplicar qualquer tipo de substância sobre o local da picada (fezes, álcool, querosene, fumo, ervas, urina), nem fazer curativos que fechem o local, pois isso pode favorecer a ocorrência de infecções;
 
- Não cortar, perfurar ou queimar o local da picada;
 
- Não dar bebidas alcoólicas ao acidentado, ou outros líquidos como álcool, gasolina ou querosene, pois não têm efeito contra o veneno e podem agravar o quadro.
 
 


SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO