Alunos de robótica são premiados com bolsa de pesquisa científica


De: Secretaria de Educação
Texto: Priscila Contarini| Foto: Felix Falcão
Criado: 25 de dezembro de 2018

Os alunos que participaram da Mostra Nacional de Robótica (MNR), realizada em João Pessoa, na Paraíba, no mês de novembro, foram contemplados com bolsas de pesquisa de iniciação científica e publicação em revista dos trabalhos apresentados. Os cinco trabalhos apresentados pelos alunos da rede municipal de ensino na Mostra Nacional de Robótica foram contemplados.

Outras duas escolas, Unidades Municipais de Ensino Fundamental (Umefs) Reverendo Waldomiro Martins Ferreira, localizada no Xuri, Ulisses Alvares, em Ataíde, foram premiadas com a Bolsa ICJ-CNPq, que é um prêmio ao estudante e torna-se vigente no ano seguinte a aprovação do projeto pela Mostra Nacional de Robótica. Por meio da bolsa é oferecido ao aluno um valor mensal no período de até 12 meses via Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Essa bolsa tem a finalidade de despertar vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes do Ensino Fundamental, Médio e Técnico da rede pública, mediante sua participação em atividades de pesquisa científica ou tecnológica, orientadas por pesquisador qualificado de instituições de ensino superior ou institutos/centros de pesquisas.   

“Uma grande oportunidade e incentivo para que os estudantes possam aprender todo processo científico. Farão pesquisas, colherão dados, farão análises, poderão desenvolver e aperfeiçoar os projetos juntamente com os professores e a comunidade. É mais uma expertise que estão absorvendo e que pode ser uma opção de trabalho no futuro”, ressaltou Jadson do Prado Rafalski, coordenador do Projeto de Robótica nas Escolas Municipais de Vila Velha.

Projetos premiados

Projeto: Boné e bengala com sensor de obstáculos para cego surdo

Escola: Umef Rev Waldomiro Martins Ferreira
Alunos: Moniele Teixeira Alves, Ana Beatriz Fernandes Magalhães e Maria Eduarda de Souza Pereira.
Professor: Mary Ellen Moura Rios

Projeto idealizado na Oficina de Robótica, as alunas decidiram fazer um projeto diferente, um protótipo que pudesse ajudar pessoas de diversas formas. Primeiramente pensaram em focar nas pessoas cegas, após êxito nas pesquisas e na idealização, foi estudada formas para adaptar o boné e a bengala para pessoas surdas, e também pensou-se na ideia de adaptar a bengala em uma cadeira de rodas, caso a pessoa surdo cega, seja cadeirante. O protótipo foi desafiador, pensando que as alunas venceram barreiras, apesar da falta de material colocaram o projeto em uso, e mostraram que são jovens que pensam no bem estar de todos ao seu redor, com um projeto que visa a inclusão e mobilidade social

Projeto: Aprendizagem da Matemática através do PianoCalc

Escola: UMEFTI Ulisses Alvares
Alunos: André Ricardo Pagio Girelli, Gabryel Rioiti Martins Soares, Lorena Vargas Gróla e Samira Sâmela Frisso da Silva
Professoras: Keila Zanoli Falcão e Lorena Furtado Martins

O PianoCalc é um tapete interativo semelhante a um piano matemático, que permite aos alunos um momento de aprender brincando, como forma de motivar seu interesse em compreender e se dedicar aos conteúdos relativos à matemática. Foi criado e programado utilizando a plataforma Arduino, no intuito de tornar o aprendizado da matemática mais lúdico, criativo, dinâmico, divertido e com um viés mais interessante e de fácil compreensão para o aluno.


SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO