Chuvas em Vila Velha: estações de bombeamento estão funcionando

De: Secretaria de Defesa Social e trânsito
Texto: Vandique Magalhães| Foto: Comunicação/PMVV
Criado: 08 de novembro de 2018
A Prefeitura de Vila Velha, por meio da Secretaria de Defesa Social e Trânsito/Defesa Civil, registrou, pelo menos, 20 pontos de alagamentos em virtudes das fortes chuvas que caíram no município na tarde desta quinta-feira (7). As estações de bombeamento estão operando de forma ininterrupta para ajudar na drenagem das águas da chuvas. Até as 19 horas o volume de chuvas alcançou a marca de 60 milímetros.

Técnicos do órgão atenderam ocorrências de movimentação de massa, deslizamento de terra e alagamento de casa. Não há registro de vítimas, desalojados ou de desabrigados. Moradores de Argolas solicitaram vistoria da Defesa Civil para avaliar ao risco de movimentação de fragmento de pedra.

Em Rio Marinho, técnicos órgão avaliaram a possibilidade de deslizamento de terra. Já em Barramares, a agua estava alagando uma casa, segundo informações de moradores. Não há registro de vítimas, desalojados ou de desabrigados.

Ocorreu queda de uma árvore na Praia da Costa. Equipes da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsu) foram ao local.

Os principais pontos de alagamentos foram registrados na Avenida Luciano das Neves, em Boa Vista; Avenida Jerônimo Monteiro, na Glória; Avenida Carlos Lindenberg, Cobilândia, Avenida Senador Roberto Kenedy, com a Rua Magno Coutinho, em São Torquato, Praça Assis Chateaubriand, Ibes, Rua Tupiniquim, Divino Espírito Santo, várias vias do bairros de Cobilândia, Rua Cristóvão Colombo, Rodovia do Sol e bairros de Rio Marinho, Santa Leopoldina e Coqueiral de Itaparica.

Até o momento, não há ocorrências impedindo o funcionamento das escolas municipais. A Secretaria Municipal de Educação está em alerta em relação a possíveis ocorrências que prejudiquem o andamento do cronograma escolar e irá informar a comunidade escolar sobre cada caso.

Maré alta

A mare cheia que teve um pico máximo as 17h30 está interferindo no escoamento das águas das chuvas que castigou o município nesta quinta-feira (8).

A Defesa Civil orienta para as pessoas evitem trafegar em áreas alagadas. O órgão pode ser acionado pelo telefone 199 ou 99895-0100.

SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO