Prefeito avalia Plano de Recuperação da área de Mangal na Região 5

De: Secretaria de Gabinete
Texto: Paulo Borges Filho| Foto: Paulo Borges Filho
Criado: 27 de outubro de 2018
Na manhã dessa sexta-feira (26), o prefeito Max Filho se reuniu com secretários municipais para debater sobre o andamento de duas ações civis públicas movidas na Justiça pelo Ministério Público do Espírito Santo (MP-ES), relativas à área de Mangal, no bairro João Goulart, na Região 5, onde diversas famílias moram atualmente. A reunião foi na sede administrativa da Prefeitura de Vila Velha, em Coqueiral de Itaparica.

A decisão da Justiça é pela retirada de todos os moradores da comunidade de Mangal, por entender que há risco à saúde, pois as casas foram feitas em cima de onde era depositado o lixo do município até o ano 2000.  A Prefeitura recorreu e conquistou o direito de, antes de qualquer ação, mandar elaborar o Plano de Recuperação da Área Degradada (Prad).

Na oportunidade, o prefeito convidou Camila Damo, representante da Central de Tratamento de Resíduos de Vila Velha (CTRVV), para ajudar na elaboração de um projeto de recuperação da área.

 “A Prefeitura tem acompanhado estas duas ações do MP. Estamos estudando a melhor forma de elaborar um plano de recuperação daquela área degradada, onde vamos buscar ideias e sugestões para que possamos colocar em ação um plano viável de execução e se possível compatibilizar com as famílias ali já existentes”, concluiu o prefeito.        
 
 

SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO