Lideranças comunitárias cobram aprovação de projeto de crédito externo

De: Secretaria de Planejamento e Projetos Estratégicos
Texto: Vandique Magalhães| Foto: Ricardo Santos
Criado: 24 de outubro de 2018
Lideranças comunitárias da Grande Terra Vermelha (Região 5) pediram, unanimemente, a aprovação por parte da Câmara Municipal do projeto para contratação de crédito externo de US$ 34 milhões (aproximadamente R$ 130 milhões) para investimentos em obras de infraestrutura. As manifestações ocorreram em meio a uma sessão realizada na noite dessa segunda-feira (22), na sede do Legislativo, na Prainha, para apresentação do programa de requalificação urbana e melhorias ambientais no município.

O projeto “Vila Velha-Vila Nova” estabelece um financiamento com juros anuais de 5,25%, cinco anos de carência e 15 anos de prazo para pagamento a ser contratado com o Fundo de Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata) para investimentos em infraestrutura e mobilidade que viabilizará a implantação e manutenção de parques naturais na cidade, além da realização de obras complementares e melhorias urbanas.

Técnicos da Secretaria Municipal de Planejamento (Sempla) apresentaram o projeto às lideranças comunitárias para discussão sobre o tema. No dia 17, a mesma proposta também foi apresentada às lideranças de outras regiões da cidade.

Ao final da apresentação do projeto, as lideranças se manifestaram sobre o projeto. Todos argumentaram a necessidade de investimentos em obras de infraestrutura na região a fim de garantir o processo de crescimento da cidade em uma região que, segundo eles, ainda possui áreas para expansão.

O presidente da Associação de Moradores de Riviera da Barra, Alex Recepute, cobrou aprovação do projeto de crédito externo. “A região merece investimentos já que há uma carência muito grande de obras de infraestrutura”. Adi Barbosa, de Santa Paula I, enfatizou: “Nós contamos com o olhar de todos para a nossa região”.

Heduard Ribeiro, do Fórum de Desenvolvimento Social da Região, chegou a conclamar a todos a abraçarem o projeto. “Esperamos respeito e compromisso com a nossa região”, destacou Denivaldo Falcão, da Barra do Jucu, ao argumentar sobre as necessidades de investimentos em infraestrutura nos bairros.

O secretário de Governo, Saturnino Mauro, fez esclarecimentos sobre a proposta. “O financiamento é destinado a projetos de cunho social e ambiental. A Comissão de Financiamento Externo (Cofiex) do governo Federal aprovou apenas 5 propostas no país inteiro, dentre eles o nosso”, destacou.

Após destacar a importância do encontro com livres manifestações, o secretário municipal de Planejamento e Projetos Estratégicos, Ricardo Santos, destacou que a iniciativa visa garantir o desenvolvimento da cidade e o resgate de uma dívida histórica do município com a Região 5. 

O presidente da Câmara Municipal, Ivan Carlini, admitiu colocar o projeto em pauta novamente para a análise do mérito. O projeto foi rejeitado no último dia 8 sob alegação de inconstitucionalidade. "Por isso é importante realizarmos essas reuniões porque o Legislativo pode retomar o projeto e colocá-lo em pauta novamente”, justificou.


 
 

SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO