Prefeitura espera aprovação da operação de crédito até dezembro

De: Secretaria de Planejamento e Projetos Estratégicos
Texto: Vandique Magalhães | Foto: Felix Falcão
Criado: 22 de setembro de 2018
Técnicos do Fonplata (Fundo Multilateral de Desenvolvimento da Bacia do Prata, que integra países como Brasil, Bolívia, Argentina, Paraguai e Uruguai) assinaram, na tarde dessa sexta-feira (21), com a Prefeitura de Vila Velha o documento “Ajuda Memória da Missão” -  um relatório com providências a serem cumpridas para viabilizar, formalmente, o contrato de financiamento internacional da ordem de U$ 34 milhões (aproximadamente R$ 140 milhões) até o final de dezembro desse ano.

A assinatura do documento aconteceu após análises detalhadas do andamento dos estudos dos projetos executivos, do orçamento por categoria de investimento e do impacto e licenciamento ambiental para a execução das obras, além da elaboração de um cronograma comum de trabalho tanto para a PMVV como para o fundo latino-americano a fim de concretizar a operação de crédito.

“São recursos vultuosos para colocar de pé um amplo programa de obras de drenagem e pavimentação nos bairros de maior carência de infraestrutura da cidade e também para implantação de parques ambientais que serão espaços de convivência, preservação ambiental e de lazer para toda a comunidade”, enfatizou o prefeito Max Filho. E acrescentou: “Talvez seja um dos maiores projetos sociais e ambientais já empreendidos pelo município. E nós temos pressa em tirar o povo da lama e da poeira nos bairros da periferia da cidade”.

O especialista em projetos do Fonplata, Hernan Benitez, em missão na cidade pela segunda vez desde a última quarta-feira (19), se surpreendeu com estágio adiantado com que se encontra os projetos da Prefeitura para realização das obras. “O município está com mais de 50% das exigências cumpridas. A nossa expectativa é de que Fundo internacional aprove o financiamento até o dia 15 de dezembro durante a última reunião do ano da diretoria executiva”, detalhou.

Além da apresentação dos projetos executivos ainda estão pendentes no cronograma acordado, a aprovação de uma lei autorizativa por parte da Câmara Municipal e também a negociação da minuta de contrato, prevista para a primeira quinzena de novembro, com o Governo Federal, que será o avalista da operação de crédito. “Os trabalhos estão bem adiantados tanto os do Fonplata como da Prefeitura permitindo vislumbrar que o cronograma estabelecido anteriormente seja atingido no prazo previsto”, disse o secretário municipal de Planejamento e Projetos Estratégicos, Ricardo Santos.

Os recursos serão investidos na requalificação urbana e ambiental de, pelo menos, 30 bairros com a execução de obras de drenagem, pavimentação, iluminação, arborização, instalação de equipamentos e mobiliários urbanos, além da estruturação dos parques municipais da Manteigueira, Penedo, Marista e Moreno, e outras intervenções na área de infraestrutura -  a demanda mais reivindicada pelos munícipes durante as assembleias do Orçamento Participativo de 2017.
 

SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO