Audiência Pública sobre diagnóstico do PlanMobVV será dia 28

De: Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Mobilidade
Texto: Priscila Contarini| Foto: Felix Falcão
Criado: 27 de agosto de 2018
Para apresentar um diagnóstico de como a cidade se movimenta e o que se pode oferecer para alinhar esta mobilidade, a Prefeitura de Vila Velha, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Mobilidade (Semdu), vai realizar o 2º Seminário  Apresentação do Diagnóstico e Prognóstico do Plano de Mobilidade de Vila Velha (PlanMobVV), que será realizado no dia 28 de agosto, às 18h30, no Centro de Capacitação e Cursos (Titanic), na Praça Duque de Caxias, Centro.

O PlanMobVV tem como objetivo ouvir os cidadãos para saber como eles se deslocam e em quais horários, dessa forma poderá desenvolver propostas para o sistema viário e os sistemas de transportes no objetivo que os deslocamentos de pessoas e bens na cidade ocorram de forma sustentável, contribuindo para o seu desenvolvimento econômico, social e ambiental.

O plano é desenvolvido pela Semdu, por meio das empresas contratadas para elaborá-lo, o consórcio Myr e Locale Trânsito e Transporte, que realizaram mais de 10 mil visitas domiciliares e não domiciliares para ouvir a população. A pesquisa foi realizada de forma simultânea nas cinco regiões do município. 

Todos os dados que foram colhidos nas pesquisas de Origem Destino (OD) foram organizadas e serão apresentados para a sociedade em audiência pública. “Foram entrevistados taxistas, ciclistas, motoristas de caminhão, de transporte de cargas, entre outros. É importante que as pessoas conheçam como se locomovem, como saem de um local e vão para outro, quais são estes horários de pico para entender como a cidade se movimenta e o que podemos oferecer para alinhar esta logística”, disse o secretário municipal da Semdu, Antônio Marcus Machado.
 
Após concluído, o Plano será encaminhado para aprovação da Câmara Municipal e servirá como orientação para os investimentos em mobilidade urbana feitos na cidade nos próximos dez anos, a partir de 2018. 

SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO