Prefeito apresenta projeto de drenagem e pavimentação para Ponta da Fruta

De: Secretaria de OBRAS, Secretaria de Gabinete
Texto: Érico Miranda| Foto: Felix Falcão
Criado: 22 de junho de 2018
Os moradores de Ponta da Fruta conheceram, nessa quinta-feira (21), os projetos de drenagem e de pavimentação das avenidas Espírito Santo (também conhecida como Avenida Amélia Santana Caldeira) e Wolmar José Médici (antiga Avenida Brasília). Com a presença do prefeito Max Filho e do vice-prefeito Jorge Carreta, os estudos de engenharia foram apresentados para 80 pessoas na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro. As obras devem ser iniciadas no final desse ano e concluídas em 12 meses.

“As intervenções em Ponta da Fruta serão realizadas majoritariamente com recursos do Orçamento Geral da União”, afirmou Max Filho, autor da emenda parlamentar aprovada durante seu mandato como deputado federal, que destina R$ 3,7 milhões em obras de infraestrutura ao bairro. “A administração municipal está atenta aos pedidos da população. Tenho plena confiança de que serão executadas obras de qualidade no bairro”, declarou Jorge Carreta.

Os projetos de drenagem e de pavimentação destinados à Ponta da Fruta foram apresentados pelo diretor-presidente da Avantec Engenharia, Kleber Machado. Contratada pela Prefeitura de Vila Velha por meio de licitação, a empresa estima que as intervenções no bairro terão um custo de, aproximadamente, R$ 7,5 milhões.

O projeto também contempla as ruas Amapá e Altair Rocha Costa. O plano é coordenado pela Secretaria Municipal de Obras (Semob). As obras na Avenida Espírito Santo foram eleitas como o tema prioritário das comunidades, durante as assembleias do Orçamento Participativo realizadas com moradores da Microrregião 5.1, em 2017.

“No início de maio o prefeito Max Filho trouxe seu gabinete para o bairro. Ponta da Fruta tem muitas necessidades, mas estamos confiantes no trabalho realizado pela Prefeitura”, ressaltou o aposentado Lindomar Ferreira Tristão.

Também participaram da apresentação vereadores, secretários e subsecretários municipais e lideranças comunitárias da Grande Terra Vermelha (Região 5).

Obras

Avenida Espírito Santo (Amélia Santana Caldeira):
- Custo estimado: R$ 4.763.270,83;
- Prazo para a execução das obras: 12 meses;
- Área contemplada (extensão): 1.899,24 metros.

Avenida Wolmar José Médici (Brasília):
- Custo estimado: R$ 2.737.497,54;
- Prazo para a execução das obras: 12 meses;
- Área contemplada (extensão): 1.552,90 metros.


SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO