Cramvive: Palestra sobre Relatos de Experiência envolve participantes

De: Secretaria de Assistência Social
Texto: Rovena Cruz| Foto: Felix Falcão
Criado: 31 de maio de 2018

Os caminhos percorridos pela mulher vitimizada e como os poderes públicos engajados podem ajudar no combate à violência doméstica foram debatidos na palestra realizada na tarde dessa terça-feira (29), no auditório do Centro de Convivência do Idoso de Cocal.

O evento reuniu cerca de 50 mulheres e faz parte do ciclo mensal de palestras que serão oferecidas durante todo o ano pelo Centro de Referência no Atendimento Especializado à Mulher em Situação de Violência Doméstica de Vila Velha (Cramvive).

Após a palestra, um fato que marcou o evento foi o envolvimento das participantes perguntando, debatendo e tirando dúvidas com as palestrantes, a delegada da Delegacia da Mulher de Vila Velha, Ana Cecília Magaravite, e Gabriela Larrosa, da Defensoria Pública de Vila Velha.

De acordo com a secretária municipal de Assistência Social, Ana Cláudia Simões, o objetivo da palestra foi alcançado. “Nosso próximo ato é estudar uma forma de centralizar os serviços de atendimento à mulher numa grande rede de parcerias públicas. O intuito é não perder esta mulher pelo caminho, pois são muitos os passos que ela precisa seguir no processo de restabelecimento”.

Segundo Ana, outra ação será levar o atendimento que é feito no Cramvive para as salas de aula. “Levar o conhecimento para a formação da base ensino fundamental e discutir com crianças será uma forma de criar homens mais conscientes”, disse Ana Cláudia.

A participante Eulalia dos Santos disse que uma informação chamou atenção dela: “A delegacia não registrou aumento no número de agressões e sim a quantidade de denúncias. A mulher está tendo mais coragem, pois está sendo assistida”.  

A representante do núcleo de atendimento especializado sobre violência doméstica à mulher da UVV, Jociani Pereira Neves, informou que o atendimento na universidade é diário. “Recebemos as demandas e damos assistência nos direitos de família, como divórcio, pensão, guarda, alimentos”, explicou.


SERVIÇOS PARA