Saúde oferece tratamento para infecção por HIV

De: Secretaria de Saúde
Texto: Marcelo Martins| Foto: Semcom/PMVV
Criado: 15 de abril de 2018

Importante medida de prevenção à infecção pelo HIV está sendo ofertada pelo Centro de Referência de Infecções Sexualmente Transmissíveis (CTA) da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Trata-se da A Profilaxia Antirretroviral Pós-Exposição de risco à infecção pelo HIV (PEP) para casos de violência sexual, relação sexual desprotegida, acidente ocupacional (com instrumentos perfuro cortantes ou contato direto com material biológico).

O serviço é oferecido gratuitamente de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas, no Centro de Referência de IST/AIDS, que fica na rua Castelo Branco, 1803, Centro - sede da Semsa.
Nos fins de semana, feriados e após 17 horas o atendimento é realizado no Pronto Atendimento de Cobilândia, na rua Fluviópolis.

Tratamento

"A PEP é uma medida de prevenção à infecção que consiste no uso de medicação em até 72 horas após qualquer situação em que exista risco de contato com o HIV”, explica a coordenadora municipal de IST/AIDS, Maria Aparecida Lube.

É utilizado medicamentos antirretrovirais que agem evitando a sobrevivência e a multiplicação do HIV no organismo e, por isso, deve ser iniciada o mais rápido possível, preferencialmente, nas duas primeiras horas
após a exposição ao vírus e, no máximo, em até 72 horas. O tratamento dura 28 dias e a pessoa deve ser acompanhada pela equipe de saúde por 90 dias.

Como todo medicamento, os antirretrovirais utilizados na PEP também podem causar efeitos indesejados, os mais comuns são dor de cabeça, enjoos e diarreia. Mesmo que a pessoa desenvolva algum desses sintomas, não se deve interromper o uso dos medicamentos. “A PEP é uma medida preventiva de emergência e, por isso, não serve como substituta à camisinha”, alerta Aparecida Lube.


SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO