​Omar Coleman levanta o público na segunda noite do Vila Velha Jazz e Blues Fest

De: Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer
Texto: Peggy Maressa| Foto: Pedro Lodi
Criado: 14 de abril de 2018

A segunda noite do Vila Velha Jazz e Blues Festival foi de muita emoção no palco com performances inesquecíveis que levantaram o público no Parque da Prainha. Omar Coleman mostrou porque é considerado por especialistas um dos grandes cantores, compositores e gaitistas desse gênero musical na atualidade.

Com simpatia e personalidade, cantou, impressionou e embalou o público com suas habilidades ao misturar blues, gospel, soul e hip-hop. “Estou na cidade pela primeira vez e amei a estrutura deste local. Foi maravilhoso”, ressaltou Omar.

Antes da apresentação da Omar Coleman band, o grupo capixaba de música instrumental ‘GrooVix’ deu um show e aproveitou a noite para lançar seu primeiro EP, chamado ‘Prólogo’, com repertório autoral. Com encantamento, os músicos combinaram a música brasileira com o jazz fusion. “Tocamos músicas autorais como ‘Beca’, ‘Felicidade’, entre outras. Foi lindo!”, destacou o contrabaixista Filipe Dias após a apresentação.

Depois dos capixabas o guitarrista paulistano Igor Prado subiu ao palco principal com o seu mais novo projeto: ‘Igor Prado & Just Groove’. Ele apresentou uma mistura de elementos da música brasileira com o blues, soul e funk do sul dos Estados Unidos. “Foi uma mega experiência, sendo o primeiro show com esse novo projeto. Esse som passa uma verdade na música”, disse. Ele, junto com a banda Just Groove, tocou com Omar Coleman. 

Muitos fãs da música curtiram o festival com a família, como fez o professor Fabricio Saibel, de 50 anos. Para ele, que sempre foi fã de blues, a noite foi incrível. “Parabéns a Prefeitura de Vila Velha proporcionar a nós o melhor desse estilo musical”, celebrou.

Outras atrações
Além dos shows, o Festival oferece uma infraestrutura coberta que contém feira de artesanato e praça de alimentação. A entrada é gratuita.
 Na feira de artesanato é possível encontrar diferentes tipologias da arte canela-verde como fios e tecidos, couro, madeira, resina, entre outros. De joias a artigos de decoração produzidos com materiais reciclados, e utensílios de casa e azulejos pintados à mão. O público ainda pode apreciar um pouco da culinária e cerveja artesanal capixaba na praça de alimentação. No total, 18 food trucks proporcionam produtos típicos e caseiros.

Programação
 
Palco Principal
14 de abril - sábado
20h - Alma Thomas (Nova York - EUA)
21h30 - Léo Vaccari and The Bluezones convida Dona Fran (ES)
 
Palco Alternativo
14 de abril - sábado
19h - Jazz & Bossa com Elas (ES)


SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO