Prefeitura de Vila Velha investiu acima da meta em educação

De: Secretaria de Educação
Texto: Subsecretaria Municipal de Comunicação| Foto: Félix Falcão
Criado: 31 de dezembro de 2017

No ano de 2017, na área da educação, Vila Velha deu um passo na direção de voltar a ser o município do Espírito Santo com os melhores índices. Na aplicação de recursos, fechou o ano investindo 25,5% da receita em educação – acima do limite constitucional estabelecido.

A Prefeitura de Vila Velha confirma o comprometimento mínimo exigido da receita, que é 25%, com a manutenção e desenvolvimento da educação no exercício de 2017.
 
De acordo com a atualização dos dados para a elaboração do ranking, o percentual de gastos com educação em relação a receita irá aumentar, até que, em dezembro, ficará evidenciado que Vila Velha atingiu o percentual de 25%, respeitando integralmente o dispositivo constitucional.
 
 “As despesas estão sendo realizadas em bases sólidas, observando sempre os princípios da administração pública. No ano de 2017 foram priorizadas mudanças estruturais visando a qualificação do gasto público em educação. A projeção é fecharmos o ano em 25,5% em investimentos”, declarou o secretário Municipal de Controle e Transparência André Almeida.
 
Vale considerar que o limite de gasto com educação é um percentual sobre a receita. Se a receita cai, o investimento em educação cai também. Investir em áreas que movimentam a economia municipal é uma forma de fazer com que a arrecadação sinta menos o impacto da crise vivenciada pelo País em 2017, refletindo positivamente no valor a ser gasto com a educação.
 
Melhorias

Esse ano, foi realizada a eleição direta para diretor escolar, mais de R$ 9 milhões já foram investidos na reforma/manutenção de escolas, o investimento em formação continuada tem sido uma prioridade, bem como aulas de tecnologias educacionais.

O município já deu início a acordos com o Ministério da Educação (MEC) para a ampliação da jornada escolar. Com isso, mais de 8 mil alunos do Ensino Fundamental terão aulas de reforço em Língua Portuguesa e Matemática. Em 57 escolas, a carga horária será acrescida de 15 horas semanais por turno. Em outras quatro unidades, serão mais cinco horas semanais. A metade do tempo estendido será dedicada a aulas de Língua Portuguesa e Matemática. O restante será preenchido com atividades complementares.

A rede educacional de Vila Velha possui 55 mil alunos, 98 escolas e mais de 5 mil servidores. “Temos adotado uma série de medidas para promover melhorias em todas as áreas. A educação é um desafio que não permite erros. A cidade está acertando o passo na educação”, concluiu o secretário Municipal de Educação Roberto Beling.
 
 


SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO