Prefeitura conclui etapa de discussões do PDM na Região 5

De: Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Mobilidade
Texto: Vandique Magalhães| Foto: Felix Falcão
Criado: 06 de setembro de 2017

A Prefeitura de Vila Velha cumpriu mais uma etapa na noite desta terça-feira (5) do ciclo de debates para a elaboração do Plano Diretor Urbano da cidade. O 4º Fórum de discussões da Região 5 aconteceu na Escola "Christiano Dias Lopes", em São Conrado. Ocupação, preservação da natureza e ciclovia foram os temas mais debatidos entre as 60 pessoas presentes na reunião. O secretário de Desenvolvimento Urbano, Antônio Marcos Machado, abriu os trabalhos explicando o regimento interno do fórum e a metodologia para a formulação do instrumento de Política Urbana Municipal, que tem como objetivo disciplinar o parcelamento, uso e a ocupação do solo. Natureza, recursos hídricos, patrimônio cultural, mobilidade e crescimento urbano foram os eixos principais das discussões temáticas apresentados no encontro. Também foram abordadas as pré-propostas apuradas pela PMVV e também as características especificas da Região 5 que reúne 21 bairros, além da Zona Rural.
 
“Esse é o espaço para discussão da cidade que queremos para os próximos dez anos”, disse Antônio Marcos Machado em meio ao encontro. “Como ter atividade econômica e área de preservação?”, indagou. “Tudo isso é o que nós vamos discutir aqui”, enfatizou Machado aos presentes. A representante do Fórum Popular em Defesa de Vila Velha, Irene Leia, aproveitou as discussões para chamar atenção sobre as características naturais da região, que possui as bacias hidrográficas do Rio Jucu e do Canal do Congo, além da Reserva Ecológica de Jacarenema. “Devemos utilizar o plano de manejo e os estudos já produzidos sobre essas áreas para garantirmos que não sejam ocupadas”, defendeu.
 
Também presente na reunião, o ambientalista Eduardo Pignaton, sugeriu a construção de um píer na “Boca da Barra”, na foz do Rio Jucu para, segundo ele, aumentar a vazão da água e, ao mesmo tempo, permitir a navegação de barcos para futura exploração do turismo na região, com passeios náuticos. “Essa é a uma das únicas opções para salvar o Rio Jucu, já bastante poluído”, sustenta. Já Ana Karolina Costa manifestou preocupação em relação à interligação dos modais previsto no projeto cicloviário do município, além da proposta de uma ciclorrota a partir da Região 5 até a Rodovia do Sol. “Esse projeto pode facilitar e, muito, o uso de bicicletas para o trabalho e também para o turismo”, sustentou. Ao final do encontro todos os participantes preencheram um questionário com as sugestões para a revisão do PDM atual. Nesta quinta-feira (6) acontece mais um fórum de discussões com os moradores da Região 1, na Escola "Senador João de Medeiros Calmon", às 19 horas.

SERVIÇOS PARA

ACESSO RÁPIDO