Audiência Pública: População tira dúvidas sobre limpeza urbana

De: Secretaria de Serviços Urbanos, Secretaria de Gabinete
Texto: Syria Luppi| Foto: Alessandro Gomes
Criado: 01 de setembro de 2017

Durante a Audiência Pública sobre a contratação de serviços de limpeza urbana, realizada nessa quinta-feira (31), pela Prefeitura de Vila Velha, por meio da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsu), foram apresentados detalhes do novo contrato que prevê novidades para a cidade como a instalação do EcoPostos para descarte de entulhos, coleta específica de coco, varrição mecanizada de ruas e a instalação de contêineres subterrâneos em via pública para descarte de lixo.

Getúlio Quirino da Silva, líder comunitário do bairro Ilha da Conceição há dois anos, achou muito importante a explanação sobre o contrato e ficou satisfeito com as novidades. “É bom conhecermos o trabalho que a Prefeitura faz e o quanto ele é complexo. São serviços essenciais, mas vejo também que a população poderia colaborar mais com a limpeza da cidade para reduzir os custos”.

Manifestações

Conforme regulamento da audiência pública, durante o intervalo os participantes levantaram questionamentos para serem respondidos pela mesa que foi composta pela secretária da Semsu, Marizete de Oliveira, a subsecretária da Semsu, Maria Candida Donatelli, o secretário municipal de Governo, Saturnino Rangel Mauro, pelo procurador geral José de Ribamar Bezerra, também o secretário municipal de Administração,  Rafael Gumiero, e o presidente da Comissão de Licitação da Prefeitura, Arnaldo Custódio Bonfim.

Ao todo, 21 pessoas levantaram questionamentos sobre o serviço de limpeza urbana. José Maria Del Firme de Oliveira perguntou se o contrato prevê a retirada do sedimento no leito dos canais. A subsecretária Maria Candida informou que o serviço limita-se à margem, pois a limpeza profunda requer licenciamento ambiental, novos serviços de engenharia e reprogramação de custos.

Danilo José Juffo solicitou campanha educativa para a população e também para os feirantes que deixam muito resíduo após a execução das feiras livres nos bairros.

Sadraque Nascimento solicitou que a coleta seletiva seja ampliada. A secretária Marizete de Oliveira informou que, atualmente, são recolhidas 20 toneladas por mês na Região 1 e em mais 30 escolas da rede municipal. “O município tem o projeto de ampliar para toda a cidade de maneira gradual”, falou.

José Carlos Pereira perguntou sobre o recolhimento de entulhos de obra, já que há muitos pontos viciados pela cidade. Marizete de Oliveira destacou que o município recolhe mensalmente 5 mil toneladas de lixo em pontos viciados e que a instalação de EcoPostos reduzirão esses pontos. “Aproveito para convidar a todos para a nova Audiência Pública sobre implantação de normas regulamentadoras relacionadas aos resíduos da construção civil, será no dia 5 de setembro, no Titanic”, finalizou.


Serviço

Audiência Pública sobre de normas regulamentadoras relacionadas a resíduos sólidos

Dia: 05 de setembro (terça-feira)

Horário: 19 horas

Local: Auditório do Centro de Capacitação e Complementação (Titanic), na Praça Duque de Caxias, Centro.

SERVIÇOS PARA

ACESSO RÁPIDO


VILA VELHA EM DIA