UVV tem Roda de Conversa sobre mediação de conflitos

De: Secretaria de Educação
Texto: Jô Amado| Foto: Divulgação
Criado: 09 de agosto de 2017

No dia 10 de agosto, o curso de Direito da UVV vai promover uma Roda de Conversa entre os alunos da graduação e os alunos da rede pública municipal de Vila Velha que estudam nas Unidades Municipais de Ensino Fundamental (UMEFs) "Joffre Fraga", "Darcy Ribeiro" e "Mikeil Chequer".
 
Espera-se que o evento desperte a atenção dos participantes para o potencial da mediação como instrumento de pacificação e incentive o surgimento de projetos de pesquisa atrelados ao tema. A Roda de Conversa contará com a participação especial da juíza Patrícia Pereira Neves e Maria Jaklane de Souza Almeida, da Primeira Vara da Infância e Juventude.
 
Segundo a aluna de Direito e professora da rede municipal, Cleidimar R. da Silva Junca, “a experiência pela qual este município vem passando desde meados de 2016 faz parte do projeto ‘Reconstruir o Viver’, que foi idealizado pela 1ª Vara da Infância e Juventude através da juíza Patrícia Neves, e Jaklane Almeida, e vem sendo desenvolvido em parceria com a Secretaria de Educação. Esta parceria inspirou-se na necessidade de pacificação social no ambiente escolar”, registrou.
 
O projeto visa à criação de Núcleos de Paz no município de Vila Velha, englobando práticas de não violência que levem à instalação de uma cultura de paz. Atualmente já existem três núcleos formados e pelo menos 10 em formação. Quase 200 alunos e professores receberam o curso e já desenvolvem atividades em suas escolas.

A proposta é que a escola é um ambiente que se projeta duplamente em relação à construção de uma cultura de paz: se, por um lado, se percebe o crescimento da violência nos limites internos da escola, por outro, este mesmo ambiente, em virtude de seu papel social, reúne características favoráveis que podem promover uma mudança comportamental ensejando a resolução de conflitos através do diálogo. Pensar o conflito de forma diferente, fora das limitações punitivas e ameaçadoras, abre caminho para novas possibilidades. 

SERVIÇOS PARA

ACESSO RÁPIDO