Prefeitura de Vila Velha orienta moradores sobre posse de animais domésticos

De: Secretaria de Serviços Urbanos
Texto: Peggy Maressa| Foto: divulgação
Criado: 13 de agosto de 2017

Crianças correndo por toda quadra na Praça Agenor Moreira (conhecida como Juiz Alexandre Martins), em Itapuã. Mas, nem sempre é assim. Segundo conta Romualdo Lippaus Manga, de 47 anos e morador da região, muitos donos de animais de estimação utilizam o local para passear com os cães, porém não recolhem os dejetos deixados na quadra e na própria calçada da Praça, afastando assim os moradores dos momentos de lazer.
 
A moradora Edite Maria, de 63 anos, alega que os vizinhos são mal acostumados e levam os animais de estimação para passear e acabam fazendo a quadra de canil. “É desagradável, pois o problema ocorre com muita frequência, só porque essas pessoas não têm consciência dos seus atos”, critica. Ela ainda acrescenta que a praça tem mau cheiro e as crianças podem pegar infecções. “A falta de educação do povo expõe, principalmente, os pequeninos à contaminação e precisa ser conscientizado sobre isso”, ressalta.
 
A Prefeitura Municipal de Vila Velha, por meio da Secretaria de Serviços Urbanos (Semsu) realizou uma ação de conscientização nesta sexta-feira (11), sobre posse de animais domésticos na Praça Agenor Moreira, após moradores reclamarem na Assembleia Popular de segunda-feira, no dia 31 de julho. A ação contou com material informativo e os fiscais de Posturas informaram sobre as normas de posse de animais.
 
A secretária da Semsu, Marizete de Oliveira, explica que essa foi à primeira ação de conscientização na Praça. As próximas ações serão para o cumprimento da legislação. “Queremos conscientizar a população para que a convivência seja harmoniosa. Os moradores podem passear na praça desde que todos atendam a legislação”, sentenciou. 
 
Os donos de cães pedem um local para brincar e curtir momentos ao ar livre com os animais de estimação. “Com um local específico para eles, beneficia o convívio e a harmonia da comunidade. Mas, por enquanto é aqui que soltamos os cachorros sem que eles fiquem na guia o tempo inteiro”, disse o morador Luciano Madeira, de 56 anos, que brinca com seu cachorro na quadra.
 
Legislação

O material distribuído indica que os espaços da praça são de uso público geral e que há legislação que regula a posse e circulação de animais no município. Os parques e quadras são de uso exclusivo de crianças e praticantes de atividades esportivas. A Lei 3052/1995 prevê que o trânsito de animais pelos logradouros públicos só será admitido nas seguintes condições: estar o animal portando a coleira de identificação; estar acompanhado de pessoa maior de 16 anos e com guia; os animais de grande porte devem usar focinheira. Cabe ao tutor do animal recolher as fezes imediatamente (Lei 4726/2008).


SERVIÇOS PARA

ACESSO RÁPIDO