Parceria para combater infestação de caramujos na orla

De: Secretaria de Serviços Urbanos
Texto: Syria Luppi| Foto: Felix Falcão
Criado: 04 de agosto de 2017

Em reunião nessa quarta-feira (02), a Prefeitura de Vila Velha e o Movimento Vida Nova Vila Velha (Movive)/Amigos da Restinga alinharam ações de combate ao caramujo africano que tem prejudicado as áreas de restinga de Praia da Costa, Itapoã e Itaparica desde que começaram as chuvas.

O encontro contou com a presença de representantes do Movive Cristina Puppin, Suellen de Angeli e Marília Debané; da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsu), Maria Cândida Ramos Donatelli e Walnely Terra Crespo; e da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Semdesu), Augusto Galvêas.

A subsecretária de Serviços Urbanos Maria Cândida reforçou o pedido de apoio do Movive  para ajudar no combate a infestação de caramujo. “Começamos a catação manual no dia 10 de junho. A incidência do animal já diminuiu, mas ainda preocupa e precisamos de apoio da população”, defendeu.

Cristina Puppin destacou que há grupos interessados em ajudar na catação, mas que precisam ser treinados para o serviço. Os voluntários serão capacitados na próxima semana por técnicos da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e pela Coordenação de Recursos Naturais da Semdesu.

A infestação de caramujo africano na orla diminuiu 60% desde que a Prefeitura de Vila Velha começou o trabalho de catação manual. Dos aproximadamente 200 quilos/dia recolhidos, chegou-se à marca atual que é de menos de 120 quilos/dia. O trabalho continua sendo realizado pela Semsu em dois turnos, com 14 funcionários de limpeza.

SERVIÇOS PARA

ACESSO RÁPIDO


VILA VELHA EM DIA