Moradores da zona rural serão atendidos no Orçamento de 2018

De: Secretaria de Gabinete, Secretaria de Planejamento e Projetos Estratégicos
Texto: Jô Amado| Foto: Pedro Lodi
Criado: 07 de agosto de 2017

A assembleia do Orçamento Participativo realizada no sábado (5) pela manhã, na Unidade Municipal de Ensino Fundamental (de Tempo Integral) "Reverendo Waldomiro Martins Ferreira", no bairro de Xuri, zona rural do município de Vila Velha, reuniu cerca de 50 pessoas que listaram o que consideram prioridade para a região.
 
O secretário do Planejamento de Vila Velha, Ricardo Santos, abriu a sessão lembrando que esta era a segunda reunião no bairro sobre o mesmo tema, e que, na primeira, haviam sido solicitadas 17 ações por parte dos moradores. Ele explicou que seis das ações solicitadas haviam sido aprovadas: “Isto não significa que as outras ações não sejam importantes, e sim que, no momento, apenas estas seis foram consideradas viáveis”, ressaltou o secretário.
 
As seis ações solicitadas consideradas viáveis: implantar um programa de capacitação e cursos para jovens na UMEF "Reverendo Waldomiro Martins Ferreira" (Educação); retornar com o Programa de Saúde na Família para comunidades da zona rural (Saúde); e reforma da Associação de Moradores, manutenção das estradas vicinais, preferencialmente aquelas na rota dos ônibus escolares, construção de praça com academia popular em área contígua à UMEF; e implantar sinalização de identificação do agroturismo na região.
 
A subsecretária de Saúde, Estella Dias, participou da reunião e apontou as dificuldades para a construção de uma unidade de saúde e disse que serão abertas quatro vagas para o posto de agente comunitário de saúde (atualmente há apenas um). O secretário municipal de Educação, Roberto Beling, explicou detalhadamente os critérios envolvidos na avaliação de viabilidade das ações solicitadas pelos moradores e garantiu que os moradores terão respostas concretas em 2018.

SERVIÇOS PARA

ACESSO RÁPIDO


VILA VELHA EM DIA