Búlgaro em situação de rua acolhido em abrigo de Vila Velha

De: Secretaria de Assistência Social
Texto: Érico Miranda| Foto: Félix Falcão
Criado: 05 de julho de 2017

Setenta países visitados e muitos mares navegados. O marinheiro mercante búlgaro Vladimir Dmitrov só não esperava que tormentas pessoais o trouxessem à Vila Velha em circunstâncias nada favoráveis. Mas a bonança está de volta à sua vida. Desde março ele está no Abrigo Bom Samaritano, localizado em Santa Rita, depois de ficar por 20 dias em situação de rua.
 
Com o apoio da Prefeitura de Vila Velha, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), Vladimir voltará, até agosto, à sua cidade natal: Varna, uma das mais importantes cidades da Bulgária, localizada no litoral do Mar Negro.
 
“Já fui casado por duas vezes. A primeira com uma búlgara e a segunda com uma capixaba. Morei em Brejetuba. Em 2013 estava na Coreia do Sul, a trabalho, e adoeci. Sou hipertenso. Quando retornei ao Espírito Santo, meu segundo casamento acabou. Perdi meu emprego e acabei indo para as ruas”, afirmou Vladimir, que fala quatro idiomas fluentemente, além do búlgaro (russo, inglês, francês e português).
 
Antes de ser assistido no Abrigo Bom Samaritano, Vladimir foi acolhido no Centro Especializado para Pessoa em Situação de Rua (Centro Pop), no bairro Divino Espírito Santo. A Prefeitura de Vila Velha tenta junto à Embaixada da Bulgária, em Brasília, e a Defensoria Pública da União, repatriar o marinheiro mercante, que também serviu ao Exército Búlgaro durante a Guerra Fria.  
 
“Acreditamos que até o início de agosto o Vladimir volte para Varna. Lá ele tem um filho, que também é marinheiro. A expectativa é grande. Já recebemos outros estrangeiros aqui no Bom Samaritano. A equipe está preparada para esse tipo de atendimento”, declarou a assistente social da Prefeitura de Vila Velha Nolvina Gomes.

SERVIÇOS PARA

ACESSO RÁPIDO