Avaliação da balneabilidade orienta frequentadores de praias e lagoas

De: Secretaria de Desenvolvimento Sustentável
Texto: Paulo Borges Filho| Foto: Claudiano
Criado: 07 de julho de 2017

Agora moradores, visitantes e turistas de Vila Velha podem frequentar as praias e lagoas de Vila Velha tranquilos. A Prefeitura de Vila Velha, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável/Meio Ambiente, divulgou na manhã desta sexta-feira (07), a primeira análise de coleta das amostras em 14 pontos da orla marítima do município para avaliação de balneabilidade. Dos 14 pontos onde foram coletadas amostras durante as últimas semanas, 11 pontos estão próprios para o banho e apenas três pontos estão impróprios.

Praias famosas como a Praia da Costa, Praia de Itapoã e Coqueiral de Itaparica estão próprias para o banho. Os locais impróprios são: Praia da Barrinha na Foz do Rio Jucu, Praia do Ribeiro, em frente à Rua Santa Berenice, e a Prainha. A balneabilidade é um procedimento ambiental que avalia as condições sanitárias das águas destinadas à recreação e aos esportes aquáticos, quando ocorre o contato direto do banhista com a água, tanto no banho de mar como de lagoas.
  
Os resultados foram obtidos após cinco semanas consecutivas de coletas e análises microbiológicas, em que se verificam os níveis de concentração de bactérias indicadoras da contaminação da água. O monitoramento serve para constatar a presença de bactérias da espécie Escherichia coli nas amostras.
 
A partir dos resultados de análise laboratorial as águas são classificadas em "Próprias" ou "Impróprias" para o banho e a Prefeitura instalou placas indicativas nos pontos monitorados para informar as condições de cada local, seja para uso recreativo, seja para uso esportivo, servindo de alerta para os frequentadores. A placa verde significa que a praia ou lagoa está "Própria" para banho e a placa vermelha indica que a condição é "Imprópria". 
 
De acordo com a Subsecretaria Municipal de Meio Ambiente, é recomendável que a população evite fazer recreação em praias e lagoas depois de chuvas intensas e prolongadas, pois isso poderá alterar as condições de balneabilidade.

As trocas dessas placas são feitas de acordo com os resultados das análises microbiológicas realizadas, conforme instruções contidas na resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) nº 274/2000.      

Confira os locais próprios e impróprios para o banho.

SERVIÇOS PARA

ACESSO RÁPIDO


VILA VELHA EM DIA