Considerada uma das formas de violência mais corriqueiras no mundo, o bullying está sendo destacado em projeto na Unidade Municipal de Educação Fundamental (Umef) "Professor Ernani Souza", que fica no bairro Divino Espírito Santo, desde terça-feira (14).

Os alunos estão desenvolvendo o projeto “Todos contra o bullying – conhecer para combater”, estimulados pela pedagoga Graziele Chalhub.
 
Iniciando o projeto, os estudantes confeccionaram um varal com camisas pintadas por eles com menções sobre a paz em diversas situações: no meio ambiente, no esporte, em casa, na escola etc. O varal ficará pendurado em frente à escola para que toda a comunidade tenha acesso e apoie os alunos na luta contra o bullying.
 
De acordo com a pedagoga, o trabalho tem o objetivo de “incentivar uma convivência de respeito, amizade e cooperação na escola e também entre a comunidade”. Durante o semestre haverá várias ações voltadas para a conscientização sobre o bullying.

Bullying

É uma situação que se caracteriza por agressões intencionais, verbais ou físicas, feitas de maneira repetitiva, por uma ou mais pessoas contra um ou mais colegas. O termo bullying tem origem na palavra inglesa bully, que significa valentão, brigão. Mesmo sem uma denominação em português, é entendido como ameaça, tirania, opressão, intimidação, humilhação e maus-tratos. 

É uma das formas de violência que mais cresce no mundo, sendo muito presente nas escolas. O que, à primeira vista, pode parecer um simples apelido inofensivo pode afetar emocional e fisicamente o alvo da ofensa.

Além de um possível isolamento ou queda do rendimento escolar, crianças e adolescentes que passam por humilhações racistas, difamatórias ou separatistas podem apresentar doenças psicossomáticas e sofrer de algum tipo de trauma que influencie traços da personalidade. Em alguns casos extremos, o bullying chega a afetar o estado emocional do jovem de tal maneira que ele pode chegar a soluções trágicas, como o suicídio.

MAIS NOTÍCIAS