Lixo de Vila Velha pode virar energia

De: Secretaria de Serviços Urbanos
Texto: Gilberto Medeiros| Foto: Walter Closs
Criado: 13 de fevereiro de 2017

Grande parte do lixo de Vila Velha pode virar energia elétrica para consumo nas escolas, postos de saúde e outros prédios públicos, além da iluminação das vias públicas. O projeto da usina foi apresentado na manhã desta segunda-feira (13) ao prefeito Max Filho e o secretariado municipal.

A usina, batizada de Unidade de Valorização Energética de Resíduos Sólidos Urbanos (Uver), leva dois anos para entrar em operação e tem capacidade de processamento de até 300 toneladas de lixo por dia.

O custo de construção e operação da Uver fica a cargo do investidor. Economia anual da Prefeitura de Vila Velha pode chegar a R$ 10 milhões. Entram nessa conta a redução das despesas com energia elétrica e com a destinação do lixo.

Segundo o consultor que apresentou o projeto, João Bosco de Almeida, da Empresarial RMTC, a instalação de uma Uver tem potencial para acabar com os aterros sanitários, gerando economia também com a destinação do lixo.

“O caminhão entra por uma ponta com o lixo e já sai do outro lado lavado. Os resíduos são separados e o que for reciclável, como ferro e alumínio, é encaminhado para as empresas de reciclagem”, contou.

SERVIÇOS PARA

ACESSO RÁPIDO